ENTREGA


Através de teus olhos
Descobri teu corpo
“Linda”... falei
E te amei.

Mas fugiste
Plena de temores...
e desejos.

Luas passaram...

Ergueu-se o sol
Um crepúsculo mágico
Brilhou em teu olhar,

E descortinei teu corpo
Por inteiro
... entregou-se a mim
entreguei-me a ti...

E nos entregamos ao amor.


Wagner Mar

Comentários

  1. me parece que, devagarinho, devagarinho, o poeta vai dizendo adeus ao auditor.
    Abraço do amigo Ernani

    ResponderExcluir
  2. Bom...Nenhuma entrega é completa...Há certa contenção quando o tema é o amor...De toda forma, como é assustador que do brilho do sol se possa ir em tempo poético recorde ao crepúsculo.
    Este poema me remeteu ao "Taça feita de um crânio", escrito por Lord Byron: "Vivi, amei, bebi, tal como tu; morri;
    Que renuncie e terra aos ossos meus
    Enche! Não podes injuriar-me; tem o verme
    Lábios mais repugnantes do que os teus olhos."
    Este é o crepúsculo que imagino para certos amores. Espero ter feito entender o que penso sobre quase tudo isto...

    Francisco

    ResponderExcluir
  3. Amigo
    Está cada vez melhor! Já estou aguardando o próximo. Parabéns!
    Bjs
    Cleide Costa

    ResponderExcluir
  4. Wagner,

    "Descortinando" sensações e poesia!!!
    Parabéns!!!

    beijos ternurentos
    Clau Assi

    ResponderExcluir
  5. Mininu! Onde vc vai parar assim?!?!? :-) Poesias cada vez melhores!!!

    Se alg me contasse que quem escreve essas poesias era um profissional da área "racional" e exata diria que era mentira! Só conhecendo você mesmo para saber dessa sua POLIVALÊNCIA.

    Parabéns!
    Amanda

    ResponderExcluir
  6. Amigo, quanto tempo...e que surpresa boa ver o email sobre seu blog. Vc é um artista de MUITO talento. Fiquei emocionada com cada texto. Parabéns!!!!!!
    Bjo
    Ciça

    ResponderExcluir
  7. Wagner,
    Leve, suave e momentâneo... Gostei!
    Parabéns!
    Rita

    ResponderExcluir
  8. O que dizer? Adorei o blog e esse seu lado artístico, repleto de sensibilidade. Ficarei acompanhando. Bj carinhoso , Rocaia

    ResponderExcluir
  9. O amor sempre presente, sempre persistente e resistente. Faz parte dos seus poemas maravilhosos e nesse em especial, o amor é pleno e lindo.
    bjssss
    Rosa

    ResponderExcluir
  10. rute mar del rio sette30 de agosto de 2009 23:06

    Hum....que posso dizer sem comprometer nossa cumplicidade de toda a vida. Se te conheço? Não pensei que fosse tanto.

    Um romântico, com o ardor da juventude nas suas crônicas e poesias, tb, a capacidade de sentí=lo tb na vida.Bj

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas